13 de out de 2017

LELEY DO CAVACO - Um Sambista de Fato - Atualizado em 13/10/2017








Leley do Cavaco
Por Leley do Cavaco
Atualizado em 13/10/2017



“Garotinho, a responsabilidade é sua! ” Como assim...?


Uma frase muito fácil de entender e aplicar, não fosse a pouca idade de um talento promissor com apenas 09 anos, em uma cidadezinha do interior do Espírito Santo, onde dessa “Capital Secreta do Mundo”, surgira o rei Roberto Carlos. Esse fato aconteceu em um ensaio de escola de samba, no período pré-carnavalesco, onde um intérprete notara, que um pequeno garoto, cantava sem cessar o samba executado. Foi então que “intrigado”, e com uma dose de curiosidade, o mesmo, entregou o microfone na mão do garoto, que começou a cantar. E de lá para cá não parou mais. Surgia assim então, um sonho a ser perseguido por Leley, o de ser cantor.


Vários ventos sopraram até aqui, e lá se vão 250 anos de carreira profissional. Tendo como base alicerçada em sua estrutura, o autêntico samba de raiz, de grandes referências como Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Cartola, Jorge Aragão, Almir Guineto, João Nogueira dentre outros, com pitadas inovadoras, sugestivas e atuais da nova geração, geração dos anos 90 e a geração da globalização, se é que podemos dizer assim. “Globalizam-se” como referências, Grupo Katinguelê, Grupo Raça, Grupo Revelação, Raça Negra, Só Pra Contrariar, Exaltasamba, Péricles, Thiaguinho, Mumuzinho e tantos outros. Uma aceitação muito plural do público para com o artista, atingindo diversas gerações, que culminou no lançamento do seu primeiro álbum solo, “Meu cantar, é a Felicidade”.


Um álbum que traz a canção “Sou banjo, sou violão”, com participação e autoria de Xande de Pilares, um de seus maiores “espelhos musicais” da atualidade, e também a canção “Fantasia”, a que mais chamou a atenção simpaticamente do público fiel que o acompanha por onde passa. “Quando você pensa, que ouviu o melhor samba do Leley, ele vem com mais uma letra e melodia que nos hipnotiza emocionalmente. Ele é surpreendente! ” – Revela Jane dos Santos, uma das fãs mais “enérgicas” e fiel na carreira do cantor.


Do Sonho à Realidade!

Essa é uma frase que define a determinação, talento e singularidade musical do Leley, que realizou seu sonho de criança, e que mantém esse sonho mais vivo do que nunca. Mas para saber mais, sobre o som que impulsionou essa realização é preciso matar a curiosidade.


Entre em contato!
Tel: (27) 98846-2946 / 99813-9837
Fanpage: facebook.com/cantorleley
Instagram: @cantorleley
Website: www.leley.com.br




9 de out de 2017

RODA DE SAMBA 28º ANIVERSÁRIO DO FEITIÇO MINEIRO




Uma grande Roda de Samba com Makley Matos, Karla Sangaleti, Clara Nogueira, Valério Gabriel, Rodrigo de Souza Dantas, Heróis do Botequim e uma plateia animadíssima.


















3 de out de 2017

NINA ROSA - Uma sambista de Fato











Nina Rosa é cantora e representa a geração de novos talentos do samba, despontando no cenário carioca, na rodas e palcos, por toda cidade, com altivez, voz marcante, timbre diferenciado e interpretação forte. Em sua trajetória, já dividiu rodas e palcos com Luiz Carlos da Vila, Tantinho da Mangueira, Toninho Geraes, Dorina, Leci Brandão e Nei Lopes. Também é compositora, instrutora de percussão e, no carnaval, arrasta foliões com sua voz pelas ruas da cidade. Carrega, com toda sua força, a bandeira do samba, da negritude e das mulheres. 
Ao longo da carreira, já fez shows em diversos locais no Rio de Janeiro: no Centro Cultural João Nogueira (Imperador- Méier), no Samba do Bambuzal e Samba da Cabeça Branca (Realengo), na casa de espetáculos Miranda Brasil (Lagoa), na casa de shows Lapa 40º (Lapa), no Trem do Samba (Central-Oswaldo Cruz), no Rio Scenarium (Lapa), no Trapiche Gamboa (Gamboa), no Bar Semente (Lapa), no GRBC Bohemios de Irajá (Irajá), no Samba das Cabeleireiras (Caxias), em SESCs (Tijuca, Madureira, Petrópolis, Vassouras), na UERJ (onde se formou em Letras): centro, zona norte, baixada ­fluminense, zona oeste, zona sul,
zona portuária, subúrbio, a cantora percorre os sambas de todo o RJ pra fazer ecoar sua voz.
Para além do RJ, em 2009, foi convidada a fazer show em Uberlândia e foi homenageada por seu trabalho com a cultura popular, na Câmara Municipal da cidade.
Premiada como cantora e compositora no festival nacional de samba, São Paulo Exposamba, 2012 e 2013, se apresentou no SESC Pompéia e em outras casas de samba de São Paulo.
Por representar a mulher negra e atuante na cultura popular, foi homenageada e convidada a cantar na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.
Finalista no concurso Novos Bambas do Velho Samba, promovido pela famosa casa de samba de sua cidade, o Bar Carioca da Gema, em 2014, hoje é uma das cantoras oficiais da casa.
Gravou e trabalhou com diversos cantores que também se destacam no mundo do samba, porque o samba sempre se renova: Marina Iris, Maytê Corrêa, Makley Mattos, Tomaz Miranda, Marcelle Motta, Andréa Café, Lucio San‑llipo, dentre outros.
Cultiva a tradição carioca do carnaval de rua e dos bailes, das marchas aos sambas de enredo, passando pelos sambas-afro e de embalo, animando os foliões: cantou no Baile de Carnaval do Copacabana Palace, em palcos de Prefeituras (Maricá e Angra dos Reis), nas disputas das escolas de samba (Mangueira e Império Serrano), em SESIs (com um projeto de Carnaval itinerante em Jacarepaguá, Tijuca, Petrópolis, Resende, Barra do Piraí, Duque de Caxias, Vicente de Carvalho e Vassouras). Além de participar dos blocos de rua que são sua paixão: defendendo seus sambas - foi campeã no bloco Simpatia é quase Amor e tricampeã do bloco O Samba Brilha e cantou com o Mulheres de Zeca.
Desde de 2013, é cantora, compositora, instrutora de percussão e organizadora do Bloco Comuna Que Pariu, bloco de enredo, que desfila no Centro da cidade do Rio de Janeiro, sempre com uma temática sobre as demandas mais urgentes da sociedade. Representa a força feminina do samba e das mulheres negras na música brasileira, pois samba é arte que comove a massa, é resistência popular ancestral, é forma de falar do povo para o povo. Atualmente está produzindo o primeiro CD de sua carreira, com músicas inéditas em sua maioria, e apresentando compositores da atualidade, que também são seus parceiros da vida, de tantas rodas, de todos os cantos.

@cantoranina





24 de jul de 2017

ENCONTRO DE BAMBAS



ENCONTRO DE BAMBAS, dia 23 no Barril Drinks Sobradinho sob o comando de Rodrigo Espeto e Tati sendo um verdadeiro desfile de Sambistas, e entre eles, Azulão Percussa, Wagner Sodré, Thiago Demorô, Ulisses, Paulinho Bleker, Claudinho Karamba, Eduardo Araujo Gomes, Marco Chelles, Bira Cydade, Alexandre Peçanha, Edinho Andrade, Renato dos Anjos, Henry Arliei e sonorização de André.






































22 de jul de 2017

WAGNER SODRÉ - Um Sambista de Fato









1 de mai de 2017

Grupo Samba Sem Limites - SSL na ASCADE comemorando o aniversário de Brasília



Evento comemorativo do aniversário de Brasília, na ASCADE, com a participação do GRUPO SAMBA SEM LIMITES – SSL. O samba foi prestigiado por um público maravilhoso que manteve o clima sempre em alto astral.