3 de abr de 2017

BRENO ALVES - Um Sambista de Fato








BRENO ALVES
Por Breno Alves


     Músico autodidata começou a tocar de brincadeira com onze anos de idade. Ele e seus amigos de infância sem ter o que fazer e o que brincar, resolveram brincar de batucar em baldes. Pela brincadeira surgiu o grupo Miojo e em seguida o Grupo Cria do Samba que se apresentou em vários eventos na Candangolândia, Núcleo Bandeirante e Riacho Fundo entre os anos de 1998 e 2003. No Cria do Samba o músico ainda muito novo já cantava e tocava instrumentos como repique de mão e surdo. Seu próximo passo seria aprimorar o que aprendeu sozinho e nas rodas de samba. Ingressou na Escola de Choro Raphael Rabello entre 2003 e 2005 onde teve aulas de pandeiro com o professor Sandro Araújo e teoria com o professor Chocolate. No Clube do Choro integrou o grupo Goiabada Cascão ao lado de jovens revelações da Escola de Choro. Além de percussão o músico se dedicou ao canto, e estudou por um ano canto popular com a professora Raquel na Escola de Música Espaço Sonoro. No ano de 2003 ao fim do grupo Cria do Samba passou a fazer parte do grupo Fina Arte ao lado de alguns músicos que fizeram parte do Cria do Samba.
No ano de 2005 começou a fazer parte do Grupo Sombrasília liderado pelo compositor Carlos Elias da Cruz da ala de compositores da Portela, residente em Brasília desde a década de 70. Carlos Elias foi diretor cultural da Portela e já foi gravado por vários artistas como Paulinho da Viola, Nara Leão e Beth Carvalho. Com o Sombrasília e o mestre Carlos Elias o músico acompanhou vários artistas locais e nacionais pelo projeto Clube do Samba que acontecia nas segundas-feiras no Feitiço Mineiro. Em 2006 o percussionista e cantor passou a fazer várias apresentações com o antigo Grupo Samba Choro liderado pelo violonista Evandro Barcelos, com o Samba Choro Breno Alves teve a oportunidade de acompanhar e aprender com grandes mestres do samba.

Desde 2007 o músico faz parte do grupo Adora Roda que tem como primazia o trabalho autoral, os sambistas mais esquecidos e os compositores de Brasília. O grupo tem se destacado na cidade por apresentar um repertório sofisticado de vários compositores importantes para história do samba. Em 2011 o grupo iniciou o processo de gravação do primeiro disco que só foi finalizado no início de 2013, o disco autoral conta com oito músicas de autoria dos integrantes do grupo, duas músicas de compositores da cidade e participação do Mestre Monarco da Portela e Sergio Magalhães. No mês de dezembro de 2013 realizou o lançamento do disco independente “Adora Roda – Mensageiros do Samba” em duas apresentações com grande público no Teatro da Caixa. Ainda no final de 2013 o grupo participou do réveillon da Esplanada dos Ministérios sendo o primeiro grupo ao subir ao palco após a queima dos fogos com a participação da cantora Ellen Óleria, para um púbico estimado em 80 mil pessoas. O grupo participou dos últimos três festivais da Rádio Nacional FM, ficou entre os 12 finalistas em 2012 com a música “Mulher Ingrata”, em 2013 foi vencedor com a música “Besouro Mangangá”, na categoria melhor música com letra. Nesse ano de 2014 o grupo está concorrendo com a música “Verde Xingu”. O Adora Roda se apresentou no FIFA Fan Fest para um público de aproximadamente 40 mil pessoas. No primeiro semestre de 2014 o músico viajou com o grupo Adora Roda pela Circulação do Lançamento do CD para três capitais. No Rio de Janeiro o grupo realizou três apresentações: abertura do show do Bandolinista Hamilton de Holanda no Baile do Almeidinha no Circo Voador na Lapa. Apresentou ainda no Bar Semente e no Teatro Eva Hertz na Livraria Cultura no centro. O grupo se apresentou em Salvador no pátio de uma igreja com mais de 300 anos. Finalizou a turnê em Recife com apresentações no centro histórico de Olinda.  
O músico já teve a oportunidade de acompanhar  grandes nomes do samba e personalidades da MPB como: D. Ivone Lara, Monarco, Mauro Diniz, Nei Lopes, Wilson das Neves, Walter Alfaiate, Roberto Silva, Almir Guineto, Sombrinha, Noca da Portela, Tantinho da Mangueira, Alcione, Tia Surica, Nilze Carvalho, Zé Luís do Império, Zé Luis Mazzioti, Dudu Nobre, Pedro Miranda, Alfredo Del Penho, Pedro Paulo Malta, Nilze Carvalho, Toninho Geraes, Henrique Cazes, Altay Veloso, Marcelinho Moreira, Wanderley Monteiro, Toninho Nascimento, Marcos Diniz, Dorina, Diogo Nogueira, Pedro Luís, Roberto Serrão, Nego do Império, Moisés Marques, Hamilton de Holanda, Fabiana Cozza, Rodrigo Carvalho. Leandro Fregonesi e Moisés Santiago.


Participou do Show Homenagem a Zé Keti pelo Sesc 2006 com o Grupo Sombrasília, atuou também no Projeto Gente do Samba VII com o Grupo Samba Choro no Feitiço Mineiro em 2007, esteve à frente do Clube do Samba com o Grupo Sombrasília também no Feitiço Mineiro. Participou da abertura da Conferência Nacional de Política para as Mulheres no Centro de Convenções Ulisses Guimarães com a cantora Tereza Lopes em 2008, tocou na Lapa Rio de Janeiro no restaurante e museu Rio Scenarium com a cantora Dhy Ribeiro. Atuou também no lançamento e amostra do Livro Choro do Quintal ao Municipal com Henrique Cazes no Park Shopping em 2007. O músico também participou também de algumas gravações de músicos da cidade como: Bebel, Grupo Marambaia e George Lacerda, Sérgio Magalhães, Renata Jambeiro, Makley Matos, Helena Pinheiro, Turiba, Deborah Vasconcellos e Cris Pereira. Gravou também o Programa Telentos da TV Câmara com a cantora Joana Duah, Renata Jambeiro, Ana Reis e o cantor e compositor Sérgio Magalhães.
Teve o privilégio de viajar para divulgar o gênero em Cabo Verde na África onde apresentou o Projeto Histórias do Samba com o Compositor Carlos Elias em setembro de 2010 no Auditório Nacional de Praia. Em novembro do mesmo ano o músico acompanhou a cantora Renata Jambeiro em três apresentações em Moçambique em uma delas o show foi prestigiado pelo Presidente de Moçambique e para o então Presidente Lula. Em dezembro de 2010 o músico junto com o Grupo Adora Roda se apresentou no 17º Festival Mundial da Juventude e do Estudante em Pretória na África do Sul. Em 2011 participou da gravação do DVD da cantora Renata Jambeiro com a produção do percussionista e baterista Leander Motta e do violonista Fernando César. No mesmo ano participou do lançamento do CD e DVD no Teatro Rival no Rio de Janeiro. Em 2012 participou do carnaval de São Luís do Maranhão também com a cantora Renata Jambeiro, lançou o disco da cantora na Sala Baden Powell no Sesc Tijuca em Copacabana. No ano de 2012 também participou da gravação do DVD Carlos Elias - De Bem Com a Vida que foi lançado em 2013. Em outubro de 2012 voltou mais uma vez a Cabo Verde ao lado da cantora Renata Jambeiro onde se apresentou no Auditório Nacional de Praia e ministrou Workshop no 2º Fórum Cultural Nacional de Cabo Verde na Ilha de São Nicolau sobre percussão para escola de samba. No final de 2013 iniciou a circulação de lançamento do DVD De Bem Com a Vida do compositor Carlos Elias em três capitais: Rio de Janeiro, São Paulo e Recife.

Acompanhou também os vários músicos da cidade como: Serginho Magalhães, Carlos Elias, Leonel Laterza, Evandro Barcellos, Alencar 7 Cordas, Fernando César, Reco do Bandolim, Lucas de Campos, Dudu 7 Cordas, Ellen Oléria, Raphael Paulista, Pedro Molusco, George Lacerda, Bruno Patrício, Leo Benon, Vinicius Oliveira, Tito Silva, Kadu Nascimento, Guto Martins, Dinho Braga, Marcio Bezerra, Daniel Santiago, Felix Junior, Chico Lopes, Kunka, Leander Motta, Sandro Araújo, Jaime Ernest Dias, Beth Ernest Dias, Bebel, Tonho, Valério Xavier, Marcelo Sena, Rafael dos Anjos, Hamilton Pinheiro, Pedro Vasconcelos, Nelsinho Serra, Helena Pinheiro, Joana Duah, Tereza Lopes, Dhy Ribeiro, Renata Jambeiro, Cris Pereira, Cris Maciel, Cely Curado, Célia Rabelo, Daniel Júnior, Cássia Portugal, Grupo Firme Forte e outros regionais de choro e samba da cidade.
O músico já se apresentou em várias casas de Brasília como: Calaf, Café Cancun, Bar Monumental, Teatro da Caixa, Teatro do SESC, Teatro dos Bancários, Feitiço Mineiro, Armazém do Ferreira, Mercado Municipal, Bistrô Bom Demais, Rayuela, Arena, Espaço OI, Bar Brahma, Bar do Ferreira, Cafetina, Centro Cultural Banco do Brasil, Ginásio Nilson Nelson, Beirute, Circo Club, Pontão do Lago, Sesc de Ceilândia, Teatro Garagem, Sesc da 504, Teatro Plínio Marcos, Teatro Cassia Eller, Museu da República,Teatro Nacional, Centro de Convenções entre tantos outros espaços culturais da cidade.


0 comentários :

Sua mensagem será lida e caso necessário, será moderada antes de ser postada.
Obrigado!